Tripé

Dentro da proposta pedagógica do CPIJ, temos como um dos elementos fundamentais em nossa atuação o que chamamos de “TRIPÉ”. Este termo refere-se aos três espaços principais na vida de cada educando – FAMÍLIA, ESCOLA E INSTITUIÇÃO –, e entre os quais buscamos constantemente criar relações em vista de um processo de formação integral que proporcione um crescimento de todas as dimensões da pessoa humana.

Prioritariamente sempre respeitamos a responsabilidade da família no acompanhamento de seus filhos e filhas, esforçando-nos por manter contato permanente e por estar com as portas sempre abertas em vista de diálogos, encontros e momentos de reuniões com os pais e/ou responsáveis, a fim de unirmos forças nesse processo de formação integral.

No segundo momento, mas não menos importante, temos a prioridade do atendimento e das propostas educativas oferecidas pela escola. Nesse sentido, um dos critérios para o ingresso de um educando em nossa instituição é que este esteja matriculado e frequente na escola. Caso não esteja, o CPIJ orienta e incentiva a família a buscar a escola, a fim de garantir a sua vaga na instituição. Nesse sentido, nos propomos sempre a incentivar, apoiar e acompanhar o máximo possível o bom desempenho dos educandos no processo escolar, através do contato com as coordenações e setores de orientação de cada escola, especialmente quando houver maior necessidade em nível de aprendizagem e de comportamento.

O terceiro elemento deste tripé é a instituição. O CPIJ, como parte deste tripé busca ser, antes de tudo, um espaço de acolhida, onde os educandos possam elevar sua autoestima, criar outros vínculos de amizade, construir diferentes aprendizados, despertar para valores e atitudes de respeito e solidariedade diante dos outros e do mundo, bem como explorar as mais diversas habilidades e competências, reconhecendo e fortalecendo capacidades e talentos. Assim, o CPIJ, em sua proposta de educação integral, visa estar em plena sintonia com os demais espaços da vida de cada educando, aproximando a família da instituição e da própria escola. Dessa forma, desejamos que a relação entre estes diferentes espaços seja de complementariedade, sempre em vista do crescimento integral de cada educando, de suas famílias e de toda a comunidade.