Calábria, CPIJ e Escolas Infantis formam a Rede Calábria

O Conselho Operacional do Calábria e CPIJ deliberou a respeito da criação Rede Calábria, que vai congregar todas as atividades desenvolvidas pelo Calábria, CPIJ e Escolas Infantis. A ação fortalecerá a identidade institucional e facilitará a gestão e condução das atividades.

"Além de estarmos interligados enquanto rede, vamos unificar o processo de comunicação, desenvolvimento institucional e engajamento para as causas pelas quais investimos forças, energias e podemos dizer que é nossa contribuição social" - Conselho Operacional.

Nova causa estratégica

A nova causa estratégica das atividades da Rede Calábria é Acolher Promovendo Vidas, ela é a expressão do Carisma Calabriano, que é a marca das atividades.

"Que estes elementos do DNA institucional possam estar vivos em cada colaborador para, juntos, transmitirmos aos outros, pois são valores que engrandecem as pessoas, dão significado e promovam a vida e a esperança" - Conselho Operacional.

Mudança nas mídias

Com o desenvolvimento da Rede Calábria as mídias serão unificadas. Com a página do Calábria como base, a nova página Rede Calábria vai incorporar publicações e notícias de todas as propostas no @redecalabria, assim como o Instagram @redecalabria.

Na segunda etapa, os sites também serão unificados no www.calabria.com.br , ainda sem data definitiva.

Tempo para refletir e mudar: a Obra é para os tempos atuais e especiais

Por Conselho Operacional

Desejamos compartilhar um pouco da história de 1914 a 1920 que Pe. Calábria enfrentou: grandes migrações, inflação alta, redução da produção de grãos, desvalorização de 40% dos salários, agravos fiscais, muitos homens cooptados para a primeira guerra mundial, várias mulheres tiveram que assumir os trabalhos nas propriedades rurais para garantir a sobrevivência da família, situações de desnutrição, protestos diante da difícil conjuntura, drama da pandemia "gripe espanhola", preços dispararam, Verona foi um epicentro da guerra devido ser base militar, perdas de alguns Religiosos (doenças, desistências...).

Durante a guerra a casa estava cheia de gente e com pessoal, materiais e alimentos escassos, grande insegurança, cidade sendo bombardeada com mortos, Calábria acusado e difamado de estar do lado dos inimigos, pois as bombas não atingiram sua casa, grande contágio de tuberculose e na casa São Benedetto 70 infectados pela gripe espanhola com algumas crianças e a religiosa, Lavínia Perez, mortas. No diário de Pe. Calábria no dia 30 de agosto de 1914, escreveu: "sinto a morte muito perto" (p. 17). Foi um período de sofrimento, dor e compaixão.

 Em 31 de janeiro de 1915, 5 meses depois, ele registrou: "esta é uma obra para tempos especiais" (pg. 18). Diariamente Ele pedia perdão, renovava a fé/confiança na Providência, mantinha viva a esperança e fazia o seguinte propósito: "hoje começo de novo!" Neste mesmo período Pe. Calábria escreveu as diretrizes e estrutura a Congregação.

Olhando para a história vivida por Pe. Calábria percebemos quão intensa e desafiadoras foram as várias experiências feitas nas diversas dimensões humanas. Embora envolto num emaranhado de acontecimentos difíceis e de risco de vida, sempre manteve a chama da fé e confiança acessas, inclusive se ocupando com as reais necessidades dos mais pobres e dando testemunho do amor e misericórdia de Deus.