Educandos do CPIJ produzem representações rupestres

Os educandos do Núcleo Francisco Cipriani, do CPIJ, refletiram sobre as diversas formas de comunicação possíveis. Neste sentido, os educandos foram desafiados a criar representações artísticas pré-históricas que eram realizadas nas paredes das cavernas, conhecidas como pinturas rupestres.

Este tipo de escritura era realizado em paredes, tetos e outras superfícies de cavernas e abrigos rochosos, ou mesmo sobre superfícies rochosas ao ar livre. Através de vídeos e imagens, a educadora da turma espertou nos educandos a curiosidade e a sensibilidade sobre essa arte, que foi uma das primeiras formas de registro desenvolvidas pelo homem antigo.

Logo após este momento, os educandos representaram o trabalho desenvolvido através de desenhos e a construção de uma caverna. Também com esta atividade, os jovens refletiram sobre as diversas formas de comunicação e suas influências no dia a dia. A atividade foi desenvolvida durante o mês de maio na oficina de tecnologias científicas.